Posts Tagged ‘jose dias’

h1

raridades da Mulher carioca

20/07/2009

arquivo josé dias

Graças à organização do cenógrafo José Dias, a pesquisa do romance-em-cena teve acesso aos desenhos originais feitos para A mulher carioca aos 22 anos. A mesa giratória, a penteadeira, o banheiro… está tudo lá, nos papéis amarelados pelo tempo. Os móveis tinham rodinhas em cada pé e grandes rodas de bicicleta nas laterais. O material foi escaneado e será parte dos anexos do trabalho. Nosso muito obrigado ao professor José Dias.

Só para lembrar: Dias assinou o projeto de reforma do Teatro Glaucio Gill juntamente com Aderbal Freire-Filho. O espaço multi-uso foi sede das atividades do Centro de Demolição e Construção do Espetáculo.

Anúncios
h1

Arquiteto cênico

20/05/2009
O cenógrafo José Dias. Foto de Leonardo Aversa, publicada no jornal O Globo.

José Dias e suas maquetes expostas na Caixa Cultural, ano passado. Foto de Leonardo Aversa, publicada n' O Globo.

Super requisitado, o cenógrafo José Dias acompanhou o nascimento do Centro de Demolição e do “romance-em-cena”. À frente da cenografia da Mulher carioca e do projeto de reforma do Teatro Gláucio Gill (assinado em parceria com Aderbal), Dias lamenta a destruição do teatro: “Quando vi que voltaram com aquela altura do palco fiquei horrorizado. Foi um erro não terem consultado um cenógrafo pra dizer o que seria melhor. Basta dizer que até hoje o teatro não conseguiu se recuperar”.

Mas o espaço pode mudar de cara e ganhar fôlego novamente. A pedido do então secretário estadual de cultura Luiz Paulo Conde, José Dias entregou um projeto para transformar o Gláucio Gill num grande centro cultural. E cheio de charme, todo em art déco. “É um projeto lindo. Foi repassado para Adriana Rattes, mas está parado não sei porquê”. Então, a gente fica na torcida para ver o novo GGill a todo vapor 😉

Para esta pesquisa, Dias guarda material raro que só ele poderia ter: esboços da cenografia utilizada em A mulher carioca aos 22 anos. Além de inúmeros espetáculos, o cenógrafo – que é professor da UNIRIO e da UFRJ- assina também os projetos dos teatros Solar de Botafogo e Justiça Federal (no Rio) e do Teatro Pedro Calmon (em Brasília).

Saiba mais sobre José Dias