Posts Tagged ‘chico diaz’

h1

Despedida da primeira temporada

27/10/2009
foto: Renata Caldas

André Mattos, Ísio Ghelman, Orã Figueiredo e Chico Diaz

Depois de um fim de semana de casa cheia no Teatro Poeira, a turma de Moby Dick se despede da primeira temporada. A reunião pós-espetáculo foi no restaurante Fiorentina, tradicional reduto da classe artística carioca. Peço licença aos interessados pela pesquisa do romance-em-cena pra publicar este post tão informal (praticamente um momento Caras), mas não resisti em compartilhar algumas fotos. Meu abraço a todos que acompanham o blog 😉

foto: Renata Caldas

Chico Diaz e Sílvia Buarque

foto: marta

Renata Caldas (ou seja, eu!) e Orã Figueiredo

foto: Renata Caldas

Andréa e Ísio

foto: Renata Caldas

Orã Figueiredo e Aderbal Freire-Filho esbanjam alegria

foto: Renata Caldas

Marieta Severo e Aderbal Freire-Filho

h1

Saiu a crítica de Moby Dick

20/08/2009

miniHoje foi publicada a crítica de Barbara Heliodora sobre Moby Dick. “Qualidade com algumas ressalvas –  Aderbal Freire-Filho se sai bem do desafio de adaptar a monumental obra de Melville”. Abaixo, a versão legível.

critica barbara

cr barbaracrit03

h1

mais Moby Dick

30/07/2009
Os aventureiros do barco Pequod. Foto: Guga Melgar

Os aventureiros do navio Pequod. Foto: Guga Melgar

A saga do Capitão Ahab e sua tripulação pode ser vista de quinta a domingo no Rio de Janeiro. Adaptado e dirigido por Aderbal Freire-Filho, o espetáculo está no Teatro Poeira.Embarcam na aventura em busca da baleia Moby Dick, os atores Chico Diaz, Orã Figueiredo, Ísio Ghelman e André Mattos.

A montagem desse clássico de Herman Melville é um programão pra quem gosta de bom teatro e boa literatura.

IMPERDÍVEL. Quinta, sexta e sábado, às 21h. Domingo é mais cedo, às 19h. O Teatro Poeira fica na R. São João Batista, em Botafogo.

h1

Poeira em alto-mar (II)

22/07/2009

MD

MD

Tive a chance de ver um ensaio de Moby Dick. Sei que é superficial falar que está tudo lindo, mas o que quero dizer mesmo é que… está tudo lindo. Aderbal nos conduz às profundezas de uma guerra particular, travada entre o Capitão Ahab e a Baleia branca, o leviatã. A caçada ao monstro do mar conta com os bravos marinheiros do Pequod.

Estreia nesta quinta no charmoso Teatro Poeira. Quem quiser, pode deixar comentários sobre o espetáculo aqui no blog.

h1

Moby Dick estreia dia 23

09/07/2009

Confirmadíssimo. Moby Dick estreia dia 23 de julho no Teatro Poeira (em Botafogo, Rio). O espetáculo é uma adaptação de Aderbal Freire-Filho do romance de Melville. Não se trata de mais um puro romance-em-cena, mas a montagem se vale de técnicas dessa linguagem. No elenco de Moby Dick estão Chico Diaz, Ísio Ghelman, Orã Figueiredo e André Mattos.

Em matéria publicada no JB (assinada por Daniel Schenker – 03/05/2009), o diretor Aderbal diz que precisaria de três dias para montar Moby Dick como romance-em-cena: “– Moby Dick é vasto, monumental. Se romances curtos renderam espetáculos de cinco horas, este precisaria de três dias – brinca Aderbal. – Não quero isto. E nem ficar restrito ao que foi feito nas adaptações para o cinema e a história em quadrinhos, que reduziram o original ao eixo da aventura entre o capitão Ahab e a baleia Moby Dick. Decidi, então, trabalhar com liberdade. Escolhi um início diferente do de Melville, desenvolvi personagens e diminui outros.”

h1

poeira em alto-mar

16/04/2009
Chico Diaz

Chico Diaz

Mais conhecido por trabalhos no cinema e na tevê, Chico Diaz estará em Moby Dick, próximo espetáculo dirigido por Aderbal Freire-Filho, com adaptação do próprio diretor. O palco do Teatro Poeira vai contar com outros três craques no quesito romance-em-cena: Augusto Madeira, Ísio Ghelman e Orã Figueiredo.

Chico Diaz fechou o elenco de O que diz Molero apenas dois meses antes da estreia. Ele foi convidado por Aderbal para assumir o Rapaz, personagem central do romance. Na dúvida se participaria da montagem, o ator assistiu a um ensaio da equipe que, naquele momento, já tinha parte do espetáculo de pé. “O que me fez aceitar e correr o risco da empreitada foi a qualidade dos atores que vi nesse ensaio”, conclui Diaz, único com personagem fixo na trama. No tal ensaio – no casarão de Austregésilo de Athayde, estavam reunidos os colegas Gillray Coutinho, Augusto Madeira, Cláudio Mendes, Orã Figueiredo, Raquel Iantas e o então diretor assistente Dudu Sandroni.

Ao final da entrevista, Chico parabenizou o projeto: “Esta pesquisa é fundamental. Isso tem que ser publicado para que se veja o valor da fonte”. Tks! 😉

A crítica de Barbara Heliodora estampou a capa do Segundo Caderno do jornal O Globo no dia 28 de outubro de 2003 com elogios rasgados a Molero: “Quatro horas de uma peça memorável. O que diz Molero: Espetáculo é uma festa para o espectador”.

O que diz Barbara Heliodora: "generoso e suculento espetáculo"

O que diz Heliodora: "generoso e suculento espetáculo"

h1

Pela remontagem

27/03/2009

orã figueiredoOrã Figueiredo anda se desdobrando em vários. Diariamente, ensaia o próximo trabalho de Aderbal: Moby Dick. O clássico do norte-americano Melville não será mais um puro romance-em-cena, mas sua adaptação conta com técnicas dessa linguagem.  Orã também se dedica a gravações finais da nova temporada de A turma do Pererê (TV Brasil), em que interpreta Seu Nenem. Pra completar, volta a  trabalhar com Mauro Lima (de Meu nome não é Johnny) em Reis e ratos, no papel do fazendeiro Esmeraldo.

Na entrevista para este projeto, Orã defendeu o remake dos três espetáculos do romance-em-cena: A mulher carioca aos 22 anos, O que diz Molero e O púcaro búlgaro. “Sou a favor da remontagem nas versões mais curtas e em condições boas de trabalho: fazer do jeito que foi, a mesma produção, com elenco original. Cada espetáculo é um patrimônio de cada um. Quem fez a Mulher carioca tem amor pelo que fez, é co-responsavel pela criação, pelo resultado daquilo. Todo mundo colaborou, arriscou, sem saber onde ia parar.”

Orã Figueiredo, Cláudio Mendes e Chico Diaz em O que diz Molero

Orã Figueiredo, Cláudio Mendes e Chico Diaz em O que diz Molero