h1

sobre o diretor Aderbal Freire-Filho

Aderbal Freire-Filho

Aderbal Freire-Filho

 

Premiadíssimo, ele assina mais de 80 montagens desde 1972, quando dirigiu Cordão umbilical. A trajetória do cearense radicado no Rio de Janeiro conta com peças diversas, como Réveillon, de Flavio Marcio (tida pelo crítico Yan Michalski como “uma das peças mais originais e densas da época”), O tiro que mudou a história, do pŕoprio Aderbal e de Carlos Eduardo Novaes e Moço em estado de sítio, de Oduvaldo Vianna Filho. Além dos espetáculos do romance-em-cena, o trabalho de Freire-Filho inclui, ainda, projetos em países da América Latina e em capitais brasileiras.

Aviso: este não é um blog oficial do diretor.

Leia biografia na Enciclopédia Itaú Cultural

Saiba mais sobre o diretor

Saiba mais sobre o Centro de Demolição e Construção do Espetáculo

2 comentários

  1. Parabéns Adebal, pelo conjunto da obra que fizes-tes.


  2. O que dizer de você,se já não o sabes?
    Apenas que é invejável ver um homem que chega aos 70 anos com um curriculum da grandeza do seu.
    A sua maior virtude para mim simples expectadora,e a “ousadia”,eu diria que ela chega ser sublime,PARABÉNSSSSSSSSSSS



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: